Parte I: O Guru e Seus Discípulos

Pergunta: Se todos os Gurus são um instrumento de Deus, por que é tão importante ter devoção exclusiva a um só Guru?

Sri Chinmoy: Não é uma questão de devoção exclusiva. A questão é que você deve saber em quem tem fé implícita. São todos um, é verdade. Mas você tem todo o amor por seu pai e sua mãe, e não pelo pai e mãe de outra pessoa. Um Guru verdadeiro é como um pai. Ele o conduz pessoalmente em sua jornada espiritual e o traz de volta para casa são e salvo. Outros, como o seu tio, podem levá-lo, mas você tem mais fé em seu pai, pois sabe que ele possui mais cuidado, mais amor por você do que o seu tio tem. Todos os Gurus são um, mas você deve saber que alguns são como tios, outros são como primos, e outros são como sobrinhos. É claro que você tem de dar mais atenção ao seu pai.

Um Guru em particular tomou a mais completa responsabilidade por você e também prometeu levá-lo até a Meta Destinada. Portanto, ele merece a sua devoção exclusiva. Ele está tomando a completa responsabilidade por lhe mostrar a Face de Deus. Outros estão apenas o inspirando, dando-lhe alguma ajuda. Mas quando se trata do Guru, ele toma o caso como sua própria responsabilidade. A não ser e até que possa lhe mostrar a Face de Deus, ele não ficará satisfeito.

Sri Chinmoy, Grandes Mestres e os Deuses Cósmicos.Primeira publicação de Agni Press em 1977.

Este é o livro número 344th escrito por Sri Chinmoy desde a sua vinda ao Ocidente, em 1964.

Aviso:

Se você estiver exibindo o que você copiou em outro site, por favor, inclua as seguintes informações, conforme os termos da licença:


por Sri Chinmoy
Do livro Grandes Mestres e os Deuses Cósmicos, disponibilizado sob a licença Creative Commons license

Close »