Pergunta: Há algum modo para que alguém– não alguém que tenha uma vida espiritual, mas sim uma pessoa comum, – possa se defender caso um espírito a ataque? Existe algo que possa se fazer? Nos filmes como Drácula, e também em outros, existe a cruz e todo aquele apa-rato religioso que impedem que um fantasma lhe cause danos.

Sri Chinmoy: Seria bom se alguém pudesse empunhar algo desse tipo. No caso de um ataque proveniente de um espírito hostil, um espírito ma-ligno, a defesa mais efetiva será sempre usar de pureza. Tais forças não conseguem tolerar a pureza.

Caso alguém seja atacado e fique incapacitado, os ocultistas poderão fazer algo para ajudá-lo. Eu mesmo já fiz isso. Primeiro eles fazem um círculo e depois alcançam a alma da pessoa que é a vítima. A alma pode fornecer ao ocultista uma informação; a alma tem o onipotente poder de trazer ao ocultista a própria imagem do fantasma ou espírito maligno em particular. Assim, a alma, como uma máquina de raios-x, trará à tona a imagem e dirá: “Aqui está ele. Este é o espírito maligno que me atacou.” Em seguida, o ocultista irá desenhar, pintar ou de alguma forma capturar a impressão do espírito em uma folha de papel. Não precisa ser um artista ̵ longe disso. Ele utilizará então alguma fórmula ocultista, e, com a ajuda da alma, fará uma cruz naquele rosto. Quando fizer isso, o espírito que estava dentro da vítima irá embora. A pessoa poderá estar inconsciente, ou até mesmo estar vomitando ou comportando-se de forma estranha. Normalmente, a vítima de um espírito maligno fica com muito medo de água, bem como de seus amigos e familiares. Tudo o que vê a assusta. No entanto, quando o ocultista usa o seu poder, imediatamente a vítima é libertada. Em casos graves, quando a vítima não recebe ajuda de um ocultista competente, os médicos darão injeções e farão muitas coisas. A vítima ficará num hospital por três, quatro, cinco dias antes de morrer e a maior parte do tempo estará em coma.

*Pergunta: Isso ocorre frequentemente?

:PROPERTIES: :id: b0065-0028 :genre: qa :cite-key: ASB:25 :END:

Sri Chinmoy: Eu soube e acompanhei cerca de dez ou onze casos. Não que eu tenha lidado com eles, mas vi os tipos de coisas que aconteciam. Normalmente, são os ocultistas que lidam com essas coisas. Na Índia, existem algumas pessoas que não são de forma alguma ocul-tistas, mas que sabem algo sobre o mundo vital, e lidam com as forças malignas de uma maneira um tanto grosseira. Esta maneira grosseira é bastante ruim. Eles começam a surrar violentamente a vítima. Quando eu estava com seis ou sete anos, tinha um vizinho que acabou sendo atacado por aquelas forças. O exorcista da vila chegou e começou a bater nele impiedosamente com um pedaço de madeira. O homem chorava e gritava, mas o exorcista dizia: “Estou batendo nele para exorcizar o espírito maligno.” O exorcista foi bem sucedido, como de costume, mas o procedimento foi bastante grosseiro.