Pergunta: É uma boa ideia discutir nossas experiências espirituais com nossos irmãos e irmãs?

Sri Chinmoy: Não é recomendável discutir experiências interiores com seus irmãos e irmãs espirituais. Apesar de pertencerem à mesma família que você, eles ainda não superaram a inveja. Exteriormente eles parecerão felizes e erguerão você aos céus. Mas interiormente seus corações estarão fervendo, e eles tentarão remover a essência da sua experiência através da inveja e outras forças baixas. Não há uma regra certa, mas mesmo que um discípulo seja muito próximo a você – digamos, seu esposo ou esposa – ainda assim a inveja pode aparecer.

Às vezes acontece de alguém ter uma experiência e então contar aos amigos, que duvidam dela. Imediatamente a força, poder e luz da experiência desaparecem. A dúvida possui o poder de imediatamente levar a sua experiência embora. Na vida exterior, se você diz a outros que está sofrendo ou em uma consciência baixa, receberá uma certa simpatia e eles tentarão elevar a sua consciência. Mas quando se trata de experiências muito elevadas, sublimes, há toda a possibilidade de ser mal compreendido, gerar inveja ou ser atacado pelas dúvidas dos outros. Portanto, por favor guarde essas coisas para si. Suas experiências um dia se tornarão realização, que é como a luz do dia. Não é possível esconder a luz do dia, mas é preciso esconder a chama, pois há pessoas que podem assoprar a chama com sua inveja ou dúvida.

Vocês deveriam, contudo, fazer com que seu Mestre saiba. Apenas o seu Mestre espiritual não tem inveja de vocês, pois ele teve experiências infinitamente mais elevadas. E ele também sabe que discípulo algum terá uma experiência grande sem sua inspiração pessoal, conhecimento e ajuda consciente ou indireta. Se contar ao Mestre acerca de uma experiência que teve, isso somente aumentará a sua convicção. Ou, caso tenha sido uma alucinação mental, o Mestre pode lhe esclarecer. Algumas pessoas têm falsas experiências. Elas leem livros que tratam de experiências elevadas, e essas experiências inconscientemente entram em suas mentes – elas tentam de forma inconsciente assimilar as sublimes experiências da pessoa que escreveu o livro. Mas às vezes nem mesmo aquela pessoa teve as experiências. Ela apenas as emprestou do livro de alguém. Nesses casos, o Mestre será capaz de dizer se suas experiências são genuínas ou não, e se são o resultado verdadeiro de sua aspiração interior.

Se você não tem um Mestre para quem contar suas experiências, o que fazer então? Você deve observar para onde o resultado da experiência o leva e o que está ganhando com ela. Se você sente paz, luz e deleite em medida abundante, saberá que a experiência é genuína. Se for uma experiência real, verdadeira, a sua mente ficará calma e silenciosa, e seu coração estará em perfeita serenidade. Apenas na perfeita serenidade é que se pode ter o mais elevado tipo de experiência. Agora, se a experiência for falsa, ela criará em você uma excitação e o compelirá a contar aos seus amigos, para que receba admiração e apreciação. Mas isso somente criará inveja neles. Você não tem o direito de consciente ou inconscientemente aumentar a inveja deles. Portanto, o melhor é guardar suas experiências interiores para si.

Sri Chinmoy, Grandes Mestres e os Deuses Cósmicos.Primeira publicação de Agni Press em 1977.

Este é o livro número 344th escrito por Sri Chinmoy desde a sua vinda ao Ocidente, em 1964.

Aviso:

Se você estiver exibindo o que você copiou em outro site, por favor, inclua as seguintes informações, conforme os termos da licença:


por Sri Chinmoy
Do livro Grandes Mestres e os Deuses Cósmicos, disponibilizado sob a licença Creative Commons license

Close »